Archive Page 2

12
out
10

Filmes sobre inocência e fantasia

Para celebrar o dia das crianças, o Bordel Encantado preparou uma lista com 10 filmes sobre inocência e fantasia, pois mesmo adultos, todos precisamos de vez em quanto resgatar aquilo que no fundo, todos sempre seremos.

A Bússola de Ouro (2007)

Lindos cenários e uma história sobre uma criança que é capaz de salvar todas as outras. Baseado no primeiro livro da trilogia Fronteiras do Universo, do inglês Philip Pullman, que já foi amaldiçoado pelos católicos mais fervorosos o acusado de demoníaco ou ateu (para a época isso era problema), por contar uma história em que crianças possuem dimons, que são manifestações das almas das crianças em forma de animais que estão sempre juntos. Cientistas querem separar os dimons das crianças para fazer pesquisas.

Na história, a jovem Lyra Belacqua (Dakota Blue Richards) é uma órfã que foi criada na Universidade Oxford, sai em uma busca por respostas sobre um pó que faz mal às crianças e de seu tio Lorde Asriel (Daniel Craig), portando uma bússola de ouro que pode descobrir a verdade sobre qualquer assunto, e evitar que o dimons sejam extintos por causa de erro humano. Com  Nicole Kidman no papel da vilã Marisa Coulter e direção de Chris Weitz.

Stardust: O mistério da estrela (2007, EUA, Inglaterra)

O filme é uma fábula sobre as crenças e costumes, mas mais que isso, é um filme que conta uma história de amor, do inocente e jovem tristan (Charlie Cox), que para provar um amor impulsivo pela bela e fria Victoria (Sienna Miller), vai em busca de uma estela cadente, para isso tem que atravessar o muro da cidade e ir além dos limites humanos. Em meio a várias descobertas, surgem outras pessoas com interesse na estrela, como a bruxa Lamia (Michelle Pfeiffer) e o príncipe de Stormhold (Peter O’Toole) e seus irmãos fantasmas. Para enfrentar todos estes concorrentes, Tristan precisará ganhar o amor da estrela, que se transformou em uma garota chamada Yvaine (Claire Danes). Adaptação de um romance de Neil Gaiman, e só por isso já vale a pena.  Do diretor Matthew Vaughn.

A História sem Fim (1984, EUA)

Bastian (Barret Oliver), tem problemas com outros garotos da escola, e para fugir deste e de outros problemas, se esconde um uma biblioteca, onde descobre um livro misterioso e a cada página virada, ele entra em um mundo chamado Fantasia,  acaba tendo que salvar uma imperatriz, que está morrendo, para vencer o mal, Bastian se une a várias criaturas, dentre eles, um dragão da sorte, elfos, gigantes de pedra e o valente guerreiro Atreyu (Noah Hathaway). O filme trata sobre a morte da imaginação, que corremos o risco de perdemos toda nossa pureza quando abandonamos aquilo com que sonhamos, que a existência é maior que o plano físico, ela está na fantasia, nos nossos sonhos infantis e em nós mesmos. Do diretor Wolfgang Petersen, de Mar Em Fúria e Na Linha de Fogo.

Caravana da Coragem – Uma Aventura Ewok (EUA, 1984)

Esse filme é pouco conhecido, mas é uma boa para os fãs de Star Wars, pois conta com a presença de muitos elementos da saga, como a Lua de Endor e os pequeninos Ewok. Seria uma versão mais infantil de Guerra nas estrelas misturando elementos de magia e fantasia.

No filme, uma família foi separada, depois que sua nave caiu na Lua de Endor, os pais de Mace e Cindel são capturados pelo gigante Gorax, mas os dois são encontrados pelos Ewoks, e graças a confiança que sentem por cada uma, embarcam em uma aventura para resgatar seus pais. Apesar de usar elementos de Star Wars, não tem George Lucas na direção, que ficou a cargo de John Korty.

Matilda (1996)

Esse é um filme, que tenho certeza que será criticado por estar na lista, irão perguntar: “O que um filme de sessão da tarde está fazendo aqui?” Matilda (Mara Wilson), é um clássico da sessão da tarde sim, mas a ideia do filme, em que um garota que vive com uma família complicada, desenvolve uma inteligência absurda e desejo por conhecimento, acaba indo para uma escola rígida, onde as crianças são proibidas de ser criança. Nos faz pensar sobre as crianças de hoje em dia, que de certa forma são forçadas a desde cedo a pilotar fogão de brinquedo, a conhecer computadores e videogames, para ter um futuro sei lá, promissor?

Matilda desenvolve poderes e os usa para dar uma lição nos adultos, que insistem que as crianças não devem agir como tais, principalmente na diretora da escola, que castiga qualquer manifestação de sorriso em seus rostos. Matilda resgata a ideia, de que qualquer criança pode ter poderes, e não há poder maior do que a imaginação. Um filme do diretor e ator Danny Devito

O fabuloso destino de Amelie Poulain (2001)

Seria um filme infantil para adultos, que conta a história da inocente Amélie (Audrey Tautou), que quando criança vivia em um ambiente um tanto estranho. Seu pai, um médico não conversava com ela, e só chegava perto para fazer exames médicos, seu peixinho sempre tentava se suicidar e sua mãe morreu de uma forma estranha. Amelie se muda para um bairro de Paris, onde trabalha como garçonete, sempre foi quieta e quase não conversa com ninguém, depois que encontra uma caixa e devolve para seu dono, percebendo sua alegria, descobre que tem gosto por ajudar as pessoas e inicia um trabalho de fazer as pessoas sorrirem. Filme com ótimas cores, visuais e personagens profundos, que são ajudados pela jovem. Mas Amelie não conseguiu completar uma missão, a de encontrar seu grande amor, missão que de uma forma pura e linda, Amelie começa a perseguir. Do diretor Jean-Pierre Jeunet.

Filme obrigatório para qualquer adulto que pensa que a vida é complicada. Descubra que é você quem a complica.

O mágico de Oz (1939)

Dorothy Gale (Judy Garland) vive em uma fazenda no Estado norte-americano do Kansas, foge da fazenda com seu cachorro Totó depois que descobre que ele vai ser sacrificado por ter atacado uma vizinha irritante que reclama de tudo. No caminho acontece um tornado que faz com que ela bata a cabeça, e quando acorda, está em um mundo de fantasia. Dorothy acaba se envolvendo em uma das aventuras mais lembradas da fantasia, se encontra com Glinda (Billie Burke), bruxa do norte e a tenebrosa Bruxa do Oeste. Para voltar para casa, Dorothy tem que encontrar O mágico de Oz, que é o único com poder suficiente para ajudá-la. No caminho para encontrar o mago, conhece um espantalho (Ray Bolger) que quer ter um cérebro e, como visitará um mago, pode ser que ele arrume um cérebro para o espantalho, assim resolvem viajar juntos. Mais adiante encontram um homem de lata (Jack Haley), que anseia por um coração, então os três passam a viajar juntos. Logo depois se deparam com um leão covarde (Bert Lahr), que quer ter coragem, então o quarteto fica mais do que determinado em achar o mágico de Oz. Linda fantasia e um ótimo musical. Do diretor Victor Fleming.

A viagem de chihiro (2001)

Chihiro é uma garota mimada de 10 anos, que quer tudo da sua forma. Briga com os pais assim que descobre que irão se mudar de cidade, no meio do caminho para a nova casa, a família se perde e acaba encontrando uma cidade que parecia mais um templo abandonado, contra sua vontade Chihiro, segue seus pais para dentro da cidade-templo, seus pais famintos acabam se transformando em porcos ao se alimentar de uma comida mágica, na tentativa de ajudar seus pais a jovem encontra Haku, um garoto que a ajuda a enfrentar todos os perigos, mas que também acaba sendo ajudado pela garota que tem um espírito forte, e o usa para sobreviver em um mundo com criaturas fantásticas da mitologia japonesa,  salvar seus pais de serem servidos como prato principal no jantar. Do diretor Hayao Miyazaki.

Em busca da Terra do Nunca (2004)

J.M. Barrie (Johnny Deep) é um escritor escocês de prestígio, que está cansado da mesmice que se tornou o teatro, de coração amplo e imaginação infantil, vê nas crianças o que existe de mais limpo  e inocente na vida, neles tem a inspiração que precisa para criar o que foi a primeira grande obra da literatura infantil que o mundo pode ler. Caminhando por um jardim, Barri encontra a inspiração que precisava, a família Llewelyn Davies, quatro meninos e a viúva Sylvia (Kate Winslet). O filme não tem clichês e enquanto Barrie brinca com as crianças de Sylvia, o filme os transporta para cenários imaginários da brincadeira, baseados na história de Peter Pan. A todo o momento as brincadeiras e as passagens para a terra do nunca nos trazem uma emoção da qual não se pode fugir, filme obrigatório para quem gosta de qualidade e emoção garantida.

O que mais encanta no filme é a imaginação de Barri, que transforma galhos em espadas, pipas em fadas, assim como toda criança. O final nos mostra o verdadeiro significado de acreditar e imaginar. Do diretor Marc Foster.

Onde vivem os monstros (2009)

Um filme rico na imaginação e na infantilidade das crianças, com forte retratação de sentimentos (talvez  idealizados nos monstros que se amigam a Max), conta a história de Max (Max Records), que por ciúmes de sua mãe (Catherine Keener), começa a fazer bagunça e colocado de castigo em seu quarto sem janelas, por este motivo, foge de casa, e cria um mundo onde vivem monstros selvagens. Neste mundo imaginário Max se torna o líder de um bando de monstros, e se torna responsável por tornar o lugar feliz. Filme fantasioso e emocionante com trilha sonora assinada por Karen ‘O, da banda Yeah Yeah Yeahs. Do diretor Spike Jonze.

11
out
10

As mais lindas bond girls de 007 – Parte Final

Você já conferiu a primeira parte deste especial sobre as mais gatas Bond Girls que 007 conhece muito bem. Lógico que todas são gatas, mas o Bordel selecionou a mais. Vamos conferir;

Octopussy – Maud Adams (Octopussy 1983)

Filha de um ex inimigo de Bond, Octopussy o usou para se vingar de um traficante de joias. Talvez seja a Bond girl mais pilantra de todos os filmes, e a única que soube usar Bond totalmente a seu favor. É também a mais acrobática e detentora de uma das melhores cenas de luta de toda a série, com suas comparsas contra um exército de afegões.

Maud é uma atriz sueca, única Bond girl que aparece em mais de um filme de James Bond, além de M. Não deve ser muito importante hoje em dia, pois quase não existem informações sobre ela, por isso estou enrolando para o texto ficar uniforme como os outros. #ProntoFalei.

Stacey Sutton – Tanya Roberts (A view to kill 1985)

Sutton é uma geóloga, neta de um magnata do petróleo que perdeu tudo, se junta a Bond para impedir que o vilão Zorin exploda falhas geológicas da Califórnia, criando assim um terremoto, que abriria poços de petróleo para o benefício de Zorin. Eleita pelos fãs como a segunda pior Bond Girl, porém uma das mais belas.

Tanya Roberts, cujo nome verdadeiro é Victoria Leigh Blum (muito mais chique) é atriz e um dos maiores sex symbols americanos da década de 80, participou da Série As Panteras, como Julie Rogers. Foi capa da revista People, e Playboy. Depois foi esquecida e se tornou símbolo de filmes eróticos (não confundir com pornográficos), até que voltou ao Hall da fama em 2008 com That 70’s Show. Hoje está afastada das telinhas, telonas, revistinhas e tudo mais.

Christmas Jones – Denise Richards (The World is Not Enough 1999)

Jones é uma cientista físico nuclear, enviada ao Azerbaijão para desarmar todas as ogivas nucleares ainda restantes da antiga União Soviética, meio Maria Homem, acaba de apaixonando por James Bond, e salvando sua vida algumas vezes. É a Bond Girl com as roupas mais curtas e criticada de todas.

Denise Richards é atriz norte americana, eternizada por Garotas Selvagens (de 1998), séries como Spin Sity, participação em Seinfield (1993) e Friends (2001). Pousou para a Playboy e teve um casamendo conturbado pelo também conturbado Charlie Sheen, de Two and a Half Men.

Domino Petacchi – Kim Basinger (Never say never again 1983)

Amante do vilão Largo, Domino é mais uma Bond Girl motivada pela vingança do assassinato de algum familiar, no caso seu irmão, é também uma das poucas que realmente ajudam Bond em alguma coisa além de lhe dar prazeres sexuais, matando o vilão do filme no modo Jason, de sexta-feira 13, enfiando uma flecha de arpão no seu pescoço.

Kim Basinger é atriz e ex modelo, nascida nos EUA, ganhadora de um Globo de Ouro por The Natural (1984) e um Oscar e outro Globo de Ouro por LA Confidential, de 1997. Participou de séries como  Starsky e Hutch e As Panteras em 1976. Pousou para a Playboy. Atualmente, além de atriz, é ativista da ONG PETA.

Wai Lin – Michelle Yeoh (Tomorrow never dies 1997)

Wai Lin é a Jackie Chan das Bond Girls, e não estou dizendo isso por ela ser chinesa, e sim porque ela arrebenta nas artes marciais. Wai é agente secreto do governo chinês, enviada para investigar um poderoso magnata das mídias, que quer provocar a terceira guerra mundial e ganhar dinheiro cobrindo o “evento”.

Michelle Yeoh é atriz e bailarina malaia, conhecida por vários filmes chineses, ex miss Malásia. Atuou no ótimo “O tigre e Dragão”, de 2000, “Memórias de uma Gueixa” (de 2005, outro ótimo). Atualmente está casada com o ex diretor técnico e chefe de equipe de Fórmula 1 da Ferrari Jean Todt.

Aqui termina essa mini séries de postagens sobre as mais belas Bond Girls da Série 007. Podem haver controvérsias, se me esqueci de alguém, ou inclui entre as 10 mais alguém que não mereça, favor comente.

 

 

 

 

 

09
out
10

As mais lindas Bond Girls de 007

Todo grande homem tem uma grande mulher por trás, no caso de Bond, essas mulheres são mais que isso, são verdadeiras musas, beldades que deixariam qualquer agente secreto se enganar, algumas são más, outras agentes que ajudam Bond a salvar o mundo contra alguma ameaça atômica, mas todas são lindas. O Bordel Encantado selecionou as 10 mais lindas Bond girls de toda a saga até agora, confira.

Vesper LyndEva Green (Casino Royale 2006)

Agente secreta do tesouro britânico, Vesper foi o primeiro amor do agente Bond, e quase que James desiste de ser um agente 00 para viver com ela, porém Lynd se suicida, revelando suas verdadeiras pretensões para com Bond. Ela na verdade queria salvar seu namorado (safada), mas no meio da tentativa, se apaixonou. Foi ela quem tornou Bond, esse adorável cafajeste que conhecemos hoje.

Para interpretar Vesper Lynd, as atrizes Angelina Jolie (SALT, 2010), Charlize Theron (Æon Flux, 2005), Cécile de France (Volta ao Mundo em 80 Dias, 2004) e Audrey Tautou (O fabuloso destino de Amélie Poulain, 2001) foram cogitadas, mas o papel ficou mesmo com a linda francesa Eva Green.

Camille – Olga Kurylenko (Quantum of solace 2008)

A principal motivação de Camille, é a vingança do assassinato de sua família, se tornou agente secreto da Bolívia para se infiltrar e matar o General Medrano. É uma das poucas Bond girls que não fez sexo com Bond, dando apenas um beijo de agradecimento. Ajudou Bond a matar Dominic Greene, que tinha ligações com a organização que “matou” Vesper, seu único amor.

Papel interpretado pela lindíssima modelo ucraniana Olga Kurylenko, que já foi capa de revistas como a ELLE, Marie Claire e Vogue e ganhou o premio de melhor atriz no Brooklyn International Film Festival, pelo papel de Iris no filme francês “L’annulaire”, de 2006.

Xenia Onatopp – Famke Janssen (GoldenEye 1995)

A mais linda vilã de toda a saga 007, também a mais safada e tarada, malvada, louca e novamente, linda. Em sua Ferrari vermelha, gosta de rachas, e tem orgasmos múltiplos quando mata (ohhhhh!). É ex assassina da KGB e trabalhava para Janus. Matava suas vítimas envolvendo-os com suas pernas, tirando seu ar.

Papel interpretado pela atriz holandesa Famke Janssen, foi modela das grifes Yves Saint Laurent, Chanel e Victoria’s Secret, Atuou em séries como Star Trek: The Next Generation, Melrose Place e Nip/Tuck, além dos sucessos como Jean Gray em X-Men.

Melina Havelock – Carole Bouquet (For your eyes only 1981)

Assim como Camille, Melina tem como principal objetivo vingar a morte de seus pais, que foram mortos por causa de Kristatos na busca de uma arma que pode controlar  submarinos chamada ATAC. Ajuda Bond a desativar a arma e derrotar o grupo de Kristatos.

Carole Bouquet é uma modelo e atriz francesa, teve seu rosto estampados nas propagandas da Chanel e foi capa da Vogue francesa. Ganhou o prêmio César como melhor atriz por “Este Obscuro Objeto do Desejo, de 1977.

Anya Amasova – Barbara Bach (The spy Who loved me 1977)

Anya é uma agente russa conhecida como XXX que se une a Bond contra uma guerra nuclear que pode destruir as duas maiores potencias nucleares, Estados Unidos e Rússia. Anya se apaixona por Bond e transam no lugares mais legais de toda a saga 007, em um trem e em um submarino (coisa para poucos).

Barbara é estadunidense e esposa do ex baterista dos Beatles Ringo Star, já saiu nas revistas ELLE, Playboy e Vogue. Atualmente trabalha com filantropia.

Bem como de costume, fica aqui as primeiras mais gatas Bond Girls que James Bond conhece muito bem, logo, confira as outras tão lindas quanto.

Imagens via | bondmovies

06
out
10

Ricas, poderosas e más. Parte 2

Elas inspiram dinheiro e respiram maldade, são polêmicas, algumas loucas, mas acima de tudo, são ricas, muito ricas. Você já conheceu (ou reconheceu) 5 damas da maldade, convidadas de honra aqui do Bordel Encantado, fique agora com as outras 5 ricas, poderosas e principalmente malvadas da ficção.

A Rainha Má – Branca de Neve e os sete anões

Rica, vaidosa, elegante, com pó de diamante na cara, e invejosa, extremamente invejosa, prova disso, que possuía um espelho falante que lhe dizia se no mundo existisse alguém mais bela do que ela. A rainha má até aceita pobre, desde que seja feio, pois para ela pobre e feio é a mesma coisa. A rainha é tão invejosa, tão invejosa, que pela inveja morreu. Viu um par de sapatos Stuart Weitzman que pertenciam a Branca de Neve e os usou, ficou tão feliz que andou com eles até que morreu de tanto andar. Qual pobre atormentou? Dessa os pobres se salvaram, pois A rainha má deixou Jequiti e Avon para os pobres usarem, e ficou com YvesSaint Lauren, que os pobres acham que é Santo católico. Sobrou para a linda Branca de Neve que infelizmente era olho gordo e não resistiu a uma maça com laxante e morreu, porém ressuscitou no terceiro dia.

Cruella de Vil – 101 Dálmatas

Cruella é rica e poderosa mulher do ramo da moda, com um único objetivo de vida aparente, ter seu próprio casaco de peles feito com dálmatas, 101 deles para ser mais exato. Em seu nome está seu gênio – Cruella de cruel e De Vil, de Devil (demônio). Vestida dos mais diversos e luxuosos casacos, vestidos de pele, que variam de pele de jacaré, guaxinim, lontras marinhas e tudo que estiver em extinção, acompanhada de suas pedras preciosas. Cruella pode ser considerada a Lady Gaga do mal, com suas roupas sempre extravagantes, e o bizarro cabelo à La Adamastor Pitágoras da Broadway, que não sei como, virou moda. Já foi presa, mas como tem bons advogados, foi liberada alegando problemas psicológicos…tá bom. Pobres que infernizou? Os indefesos animais, porém a PETA já deu conta do recado e ninguém mais ouviu falar de Cruella, pois está fora de moda, alguns acham que ela se regenerou e se lançou no mundo da música como Lady Gaga, que recentemente teve uma recaída e usou um vestido de carne, mas já passou.

Alex Forrest (Glenn Close) – Atração Fatal

Alex é rica, poderosa, pode ter quem quiser, é editora de uma revista, porém é extremamente obsessiva, e depois de um caso, sua vida e existência se basearam em seguir Dan Gallagher (Michael Douglas), a coitada até esqueceu que tinha dinheiro, podia ter contratado um profissional para seguir o outro, mas acabou indo da obsessão à loucura, a considero a mais burra dessa lista, pois era rica, poderosa e má, mas nunca usou o dinheiro para o mau, apenas seu desespero. Alex está nesta lista mais pela maldade e obsessividade extremas, porque a bicha é burra, burraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Catherine Tramell (Sharon Stone) – instinto selvagem

É a versão feminina de Hannibal Lecter, porém em vez de comer carne humana, ela prefere o lado da luxúria, e tem um ID muito avançado, nunca tendo saído da fase Anal e Oral (Freud Explica). Herdeira de uma herança estimada em 110 milhões de dólares, é uma brilhante e carismático sociopata, que manipula todos ao seu redor, sendo homens ou mulheres para sua própria diversão, que normalmente é sexual. Cath (para os íntimos) possui vício de risco, e provavelmente todas as damas desta lista possuem esse vício. Cath usa seu dinheiro, poder e fama (sim é famosa, escritora de vários Best Sellers) para fazer o que quiser, transar com quem quiser, e porque não…matar quem quiser, pois como diria nossa amiga Norma Gusmão, ela nunca vai ser presa, sabe por que? Porque ela é Ricaaa!, Ricaaaaaaaaaaaaaaaa!

Odete Roitman (Beatriz Seagal) – Vale Tudo (1988)

Odete, ops, Mestra Odete, pois esta é a versão negativa de Madre Tereza de Calcutá, é o egoísmo em forma humana, e o dinheiro vestido em joias e roupas mais caras do que qualquer pessoa de classe média alta pode comprar, classe, aliás, que Odete despreza, e qualquer classe abaixo é considerada abaixo da linha canina. A mestra Odete é o Yoda da vilania. A bicha é tão poderosa que sua morte parou o país (ela foi para o mesmo local que Michael Jackson, Elvis Presley dentre outros que odeiam ser o centro das atenções, com medo de pegar carrapato de pobre, estão). Odete vai além dos pobres, a multi milionária odiava qualquer pobreza ligada ao Brasil. Odete iniciou o movimento do desprezo no mundo, e graças a ela, a 20 anos a novela brasileira é a mesma coisa. Que pobre a megera perseguiu? Qualquer um que tenha nascido no Brasil, independente da classe social pode ser alvo das maracutaias da rainha da maldade.

Bem esse é o fim da lista com 10 representantes de peso das mulheres mais ricas e mau caráter, espero que tenha se divertido, pois elas se divertiram, e muito.

04
out
10

Ricas, poderosas e más

Elas são ricas, famosas, poderosas, mas em sua essência existe o ódio, a vingança, a inveja, o luxo e eu já falei da maldade ?  Pura maldade, o que mais odeiam é a pobreza, manias de pobre, colchão de pobre, até mesmo a palavra pobre causa repulsa nessas damas infernais.  São formadas, mas usam suas habilidades para se sobressaírem, porque elas possuem sede, sede de poder e riqueza. Confira uma lista com algumas dessas mulheres do colarinho branco (comprado na Daslu e manchado de sangue);

Miranda Priestly – (Meryl Streep em O Diabo Veste Prada)

Miranda tem tudo que uma mulher quer ter, dinheiro, poder, fama, Vips, roupas caras, bolsas caras, sapatos caros, um alto cargo e eu já disse que é poderosa? De Nova York à Paris, sempre na rota da moda. Como diria Madonna; “Strike a pose”, e Miranda é a pose por si só. Infelizmente por ter o pulso firme, nenhum casamento de Miranda dura, sendo até chamada de “A dama de ferro”, quem mais sofre em suas mãos são seus funcionários que também perdem suas vidas sociais, porque ninguém deixa Miranda para depois, porque Miranda é VIP. Qual pobre atormentou? Qualquer um que estivesse abaixo do cargo de editor-chefe, principalmente empregados da”firma”.

Paola Bracho (Gabriela Spanic) – A usurpadora

Paola era a gêmea rica e má, poderosa, dama de vermelho, lábios vermelhos, até seu iPod Nano era vermelho. É perigosa, ambiciosa, com mais amantes do que qualquer outra mulher pode ter. Não é toda mulher que no momento de enfermidade insiste em pensar em seus milhões de dólares para se divertir. Paola Bracho vive de baladas, tequilas, homens (talvez mulheres, porque não? Ela é rica.) e apenas diversão, vive intensamente seu momento blasé, é tão rica e fissurada por seu dinheiro que nem lembra dos filhos. Qual pobre atormentou? Paulina, sua irmã diarista gêmea.

Eve Harrington (Anne Baxter) – Tudo sobre eve

Lembra da Laura cachorrona? Ela foi inspirada nessa personagem. Eve não é bem uma rica, mas é poderosa, ambiciosa e manipuladora, ama o dinheiro acima de tudo, entra na vida da atriz da Broadway Margo Channing e rouba tudo, fama, marido, e o glamour. No fim se dá mal, mas no livro que deu origem ao filme, The Wisdom of Eve, ela se dá muito bem e rouba tudo. Eve tem a essência do poder correndo em suas veias. Qual pobre atormentou? Eve superou a pobreza, não se misturava com essa gentalha, pois sabia que pobreza pega. A atormentada foi a rica e envelhecida Margo Channing, que quase perdeu a dignidade.

Bia Falcão (Fernanda Montenegro) – Belíssima

A Socialite,é rica, poderosa, mas trás consigo a personificação do mal, com elegância, educou sua família para seguirem o padrão de beleza e de riqueza. O que Bia não tolera é a mistura de classes sociais, pois mais do que temer Cirrose, Bia teme a pobreza, e acredita que pobreza pega e é mais do que não ter dinheiro, é ir para a praia e levar farofa, comer salada com garfo de bife, tomar banho de Sol na laje e mergulhar na caixa d’água e engolir mosquito da dengue achando que são ovas de salmão. Bia se deu muito bem na sua vilãnia por ser cuidadosa, mas detesta rejeição, nasceu para ser admirada. Qual pobre atormentou? Bia Falcão luta contra a pobreza em si. Não, ela não doa nem um centavo de seu dinheiro para a África ou Haiti, ela combate a pobreza se afastando dessa gentalha.

Norma Gusmão (Carolina Ferraz)- Beleza Pura

Norma é Rica e odeia ser desprezada, a resposta pelo desprezo é a morte, e Norma não pode ser presa, porque ela é RICA! RICAAAAAAAAAAAAAA! Ela não precisa de emprego, pois sua renda se baseia em descobrir podres e fofocas alheias e chantagear uma pessoa por fins lucrativos. Norma é simplesmente pura e má. Sua dieta de veneno de cobra com mel, cacto, escorpião frito, filé de peixe venenoso, morcego à caçarola e caranguejeira frita. São apenas tira gosto para alimentar sua maldade. Qual pobre que atormentou? Norma atormenta qualquer pobre que se case que ame mulheres casadas e esposos que não a querem.  Se encontrar Norma, e ela pedir seu marido, dê, porque ela é rica e vai ter atormentar.

Como de costume, essas são as primeiras 5 mulheres poderosas, ricas e malévolas da lista, aguarde que amanhã tem mais. Mas se você for pobre, olhe sempre para os dois lados, e tenha cuidado com elas.

29
set
10

Star Wars volta em 3D

A saga que conquistou milhares de fãs de todas as galáxias vai voltar, desta vez na onda 3D!

Foi confirmado que a sectologia de George Lucas, Star Wars irá retornar para as telonas em ordem cronológica e 3D. O primeiro filme a ser lançado vai ser Star Wars: A ameaça fantasma (de 1999) que chegou a arrecadar mais de US$ 924,3 milhões de dólares em todo o mundo, chegando ao posto de 13ª maior bilheteria da história do cinema, vai ser lançada em 2012. Sendo a primeira aventura de Anakin Skywalker (Jake Lloyd), R2-D2 (Kenny Baker), C-3PO (Anthony Daniels) e companhia. O filme apesar de Lucrar teve várias indicações para o Framboesa de Ouro, premio que premia (!) os piores do cinema em diversas categorias, dentre elas, pior diretor (George Lucas) e pior filme, os fãs discordam.

É esperar para conferir, lembrando que ter a tecnologia 3D não significa que o filme será melhor, pelo contrário, se não bem aplicada à tecnologia, o filme pode ter muitas críticas ruins, como “O Ultimo Mestre do ar” de M.Night Shyamala e “Fúria de titãs” de Louis Leterrier, que obtiveram críticas ruins referentes ao uso da tecnologia 3D. É esperar para ver, mas com certeza valerá a pena para quem não conhece a série e também para quem a tem como religião, como eu.

27
set
10

Aprenda defesa pessoal com o bordel encantado Parte 2

Você já aprendeu na primeira parte, como fazer defesa pessoal sem precisar ter aulas de Karatê, porém você ainda não aprendeu tudo, ainda tem mais, e você vai ficar muito mais forte com estes golpes milenares!

This is Sparta Death Kick

O This is Sparta Death Kick é um poderoso golpe das artes marciais espartanas. É de fácil execução, porém só pode ser usado em lugares específicos, como em coberturas de prédios e poços fundos. Criado por um rei muito antigo já apagado da história chamado Leônidas.

Sabe quando você está no shopping e olham para sua esposa ou marido, e ainda mandam beijinho? É o cúmulo, e para honrar o seu nome, e o de seu parceiro, chame a pessoa para uma conversa amigável, mas se não der certo, leve para seu prédio e grite bem alto para o bairro inteiro ouvir; “This is Spartaaaaaaaaaaaaaaaaa!” levante a perna até aregião do seu peito e chute com a sola do pé, no peito do infeliz.

Broom in Ass Kill Confession

Essa é outra forma de descobrir quem comeu seu miojo, uma técnica criada pelo próprio Conde Drácula, também conhecido como “Vlad  O Empalador”, quando comeram seu miojo de cérebros Russos. Uma técnica simples e pode ser feita em qualquer local, mas em casa existe o material primário necessário para a perfeita execução do golpe. Simplificando o golpe, primeiro você deve derrubar o adversário e pilantra que roubou seu miojo, amarre-o. Pegue uma vassoura sem ponta, e introduza no orificio anal da vítima aos poucos, não é necessário KY visto que irá dificultar a confissão e “poderá causar calafrios bons” na vítima se a introdução de objetos for de seu agrado. Normalmente a vítima conta a verdade nos primeiros 10 segundos do Broom in Ass Kill Confession. E o Kill, do nome do golpe é só para assustar.

OBS: A vassoura pode ser reaproveitada para novos golpes sempre que necessário.

Chaves’s Triple Knockout Punch

Esse foi um dos legados que o garotinho do Barril nos deixou. Um super-poderoso soco triplo que você pode usar em marmanjos que comem seu lanche na hora do recreio ou colegas de trabalho que te “queimam” para o chefe só porque você piscou por mais de 13 minutos na sua PA.

Para realizar o Chaves’s Triple Knockout Punch, você precisa cerrar os punhos, olhar para a cara do chato que será golpeado e dizer as palavras mágicas; “ É agora que vou quebrar essas bochechas de buldogue velho!”. Que a força necessária vem direto da Vila do Chaves diretos para suas mãos, o resto você não precisa saber, que o espírito do Chaves irá fazer por você.

Peitinho

Essa é a mais fácil de toda a lista pois se baseia na falta de atenção e na burrice humana, coisa que tem de sobra no mundo. É um golpe desenvolvido por crianças no jardim de infância e depois adultos que nunca sairam do jardim de infância aprenderam o golpe. A execução é simples, você chama seu amigo, abre um sorriso e prepare um brilho nos olhos, quando for apertar a mão da vítima, aperte seus mamilos como uma pinça em vire a mão, como se estivesse aumentando o volume de seu rádio, diga as palavras que surtirão efeito no golpe; “Peitinhooooo” e se você não for muito amigo da pessoa corra e nunca mais olhe para a cara dela, pois você se tornará uma possível vítima.

Roundhouse Kicking

Também conhecido como “O golpe que acabou com os Dinossauros”. É um golpe mix de várias artes marciais em que o atacante move a perna num movimento circular, partindo pelas costas, alongando a perna e batendo com o calcanhar ou prancha do pé, completando o movimento de 360º na posição de luta inicial, existindo diversas variações. Parece difícil? Uma boa forma de aprender é assistindo os filmes bíblicos de Chuck Norris ou seguir este passo à passo;

Eu coloquei este golpe aqui porque é o mais forte, qualquer um pode aprender a executar os movimentos, mas nunca acertá-los com a maestria do mestre Chuck Norris. Você pode tentar, mas não vai conseguir.

Discutir a relação

Esse golpe acaba com qualquer dia perfeito, qualquer Branca de Neve mata seu principe e qualquer buraco negro se expande e sai engolindo tudo que tiver pela frente. Você chega em casa querendo jogar Winning Eleven 11, terminar de tratar aquela imagem do photoshop, ver o ultimo episódio de Passione, e de repente seu parceio (a) te chama para “tratar de negócios”… “Boooooooooooom” toda a beleza da vida, do dia, da promoção que você recebeu acabam, vem a depressão pós DM e você foi nocauteado. Esse golpe derruba com tal facilidade que a vítima fica psicológicamente abalada por semanas e dependendo do resultado da DM, para sempre. Cuidado ao for dar este golpe, ele tem graves consequências e pode levar à morte.

Bom, fica aí as dicas de golpes milenares que derrubam qualquer adversário, mais um único aviso, muito cuidado com sua execução, e só os coloque em pratica no momento certo com a pessoa certa,e não machuque ninguém. O Bordel Encantado não possui SAC para reclamações posteriores. E também não aprovamos a violência, apenas o humor.




Siga no Twitter

Junte-se a 14 outros seguidores

Bordeleiros

Postagens Anteriores