17
ago
10

O que aprendemos com os escândalos

 

Não tem nada mais divertido que os escândalos dos outros. Jornais e revistas lucram, os famosos aparecem mais. Porém existe um lado que ninguém percebe, as lições que aprendemos com estes escândalos. Vejamos alguns exemplos;

Michael Jackson e suspostos casos de pedofilia

O pai do “Moonwalk” se mudou para o Vale de  Santa Ynes em 1988 fundando alí seu parque de diversões que também servia como casa, o Neverland ( Terra do Nunca, em referência a história de Peter Pan ), ficou recluso da sociedade durante anos, querendo privacidade, mas o que conseguiu foi mais perseguição e acusações de pedofilia, devido a alta frequência de crianças no seu pequeno país particular, e uma acusação de um dos frequentadores. Claro que o precesso foi arquivado, mas aprendemos com isso. Quando comprar seu parque de diversões privado, e for levar criaças para brincar, nunca, mas nunca se esqueça de levar os pais deles também.

Whitney Houston e as drogas

Uma das maiores cantoras de todos os tempos, detentora do recorde de cantora mais premiada da história, a ex-queridinha da América, teve os holofotes em sua atenção quando foi fotografada se drogando na varanda de sua mansão, em estado deplorável. Foi então que todas as revistas e canais de TV lembraram que ela existia ( Eu achava que ela já tinha morrido, assim como Janis Joplin ), vários canais de TV lançaram documentários sobre drogas, e a carreira da cantora. Depois de ser ajudada por amigos ( que só a ajudaram por que ela apareceu na TV, há os amigos…) Whitney se restabeleceu e voltou a cantar ( obteve muitas criticas boas e ruins, algumas a chamando de fracasso ), mas uma coisa aprendemos com tudo isso, nunca se drogue na varanda de sua casa, a não ser que queira que os Paparazzi te vejam, e você vai acabar voltando para o mundo do Show Biz ( Ah, que chato ). Nunca fuja de seus problemas, enfrente-os e admita seus erros.

Madonna com a Pepsi e a Igreja Católica

Em 1989 Madonna lança Like a Prayer, tinha um contrato de 5 milhões de dólares  com a marca de refrigerantes Pepsi, para ser a garota propaganda que representava a Pepsi no mundo da música. A rainha do Pop lança em meio a sucessos o clipe Like a Prayer, que envolvia elementos católicos, rock, pop e insinuações sexuais com crucifixos e um santo negro, que para muitos, parece ser Jesus Cristo. A igreja católica e outras associações e grupos religiosos se acenderam em fúria e Madonna ficou mau falada, como se ela se importasse, mas a Pepsi se importava, não queria estar vinculada a “uma pervertida que se masturba com um crucifixo ao vivo” e cancelou o contrato com a musa do Pop. Claro que os 5 milhões de dólares não foram devolvidos, e a Pepsi nem pediu o valor de volta, e hoje Madonna é conhecida por ir além e quebrar tabus. O que aprendemos com isso? Não devemos ter medo de arriscar, se você tem uma idéia em mente, prepare tudo e corra atrás de seus ideais, mesmo que elas sejam bizarros.

Os Beatles se achando mais populares do que Jesus

Em 1966 os Beatles estavam em seu auge, e em uma entrevista, John Lennon afirmou que os Beatles eram mais famosos que Jesus Cristo, o que acarretou na revolta dos cristãos, e rádios americanas e internacionais boicotaram  as músicas do quarteto. Seus discos  foram queimados publicamente em uma fogueira, as rádios Sul africanas nao tocaram as músicas dos Beatles por 5 anos. Mais tarde John Lennon retirou o que disse, mas foi assim que ele aprendeu a 4ª lição deste post. Existem 3 coisas que nunca voltam atrás, a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.  Devemos pensar bem antes de falar algo, mesmo que seja verdade.

Ronaldo e a travesti Andreia Albertini

Em 2008 surgiu na mídia um novo motivo para chacotas e murmurinhos, era o caso Ronaldo com o Travesti Andréia Albertino. Pelo que diziam, além de Andréia, outros dois Travestis acusavam o então craque do Milan e da seleção brasileira, de realizar um programa e não ter pago. Já Ronaldo dizia que estava sendo alvo de uma armação ( pois é, nós sabemos o que estava armado ), que pensava estar saindo com 3 prostitutas, e quando descobriu que elas na verdade eram igual casas Bahia ( Leve 3 e ganhe brindes ), tentou sair do programa, mas tentaram extorqui-lo. O final todo mundo já sabe. Mas isso não foi ao todo tão ruim assim, Ronaldo, teve uma lição, da qual nunca mais irá esquecer; nunca julgar o livro pela capa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Siga no Twitter

Junte-se a 14 outros seguidores

Bordeleiros

Postagens Anteriores


%d blogueiros gostam disto: